PT | Português
VIRTUALIZAÇÃO DE STORAGE.

A virtualização de storage permite a utilização e a disponibilização do espaço de memória para além dos limites físicos di respectivo sistema de memória. Com a distribuição virtual é melhorado o grau de carga do hardware. Isto permite ainda vantagens na administração e na utilização por aplicações.

A memória é utilizada correctamente.

Na virtualização de memória, as memórias físicas são divididas em unidades individuais virtuais, que vão também além dos limites físicos dos suportes de memória individuais. Estes também podem ser distribuídos de forma flexível, o que traz significativas vantagens na utilização e no desempenho. Ao mesmo tempo, é reduzido o esforço para manutenção e operação dos sistemas de storage na infra-estrutura informática. A totalidade das unidades de memória individuais é controlada através de um software inteligente, que consegue controlar o pool de memório na sua totalidade. Os recursos individuais são geridos centralmente. As mais importantes marcas no mercado são Veritas, DataCore ou StarWind, cujas soluções poderá encontrar na loja online Bechtle.

 

Vantagens da virtualização de storage.

Este procedimento tem várias vantagens. O controlo centralizado dos recursos garante uma imediata melhoria na utilização. As aplicações podem agora aceder à memória, disponibilizada na quantidade necessária, de forma direccionada. Deixam de existir os problemas relacionados com a conexão de discos rígidos de diferentes fabricantes na Storage Area Network (SAN). Em simultâneo, consegue-se uma poupança nos custos, por exemplo, nos sistemas de backup até aqui necessários e na cache, que tinha de ser configurada separadamente para cada unidade de memória física. A virtualização também traz vantagens da compressão de dados, o que contribui para uma utilização efectiva do espaço de memória.

 

O extra em questão de segurança.

Soluções como a STAR HA da DataCore não só dispõem de uma memória central, como também permitem manter os dados espelhados nos discos rígidos locais. Isto produz redundância e, com isso, segurança adicional. Caso um componente falhe, seja uma drive ou um computador, a aplicação acede automaticamente à memória central. Isto significa que não existem tempos de falha para o utilizador. O departamento de TI tem a possibilidade de trocar calmamente os componentes defeituosos. O novo computador é depois considerado como parte integrante pela memória central e alimentado com dados. Os nossos gestores de conta estão ao seu dispor em caso de questões.